Tad Morose - Chapter X

Vigilante - IV


Lembro que por volta de 1998 foi a primeira vez que ouvi falar desta banda japonesa de progressive metal quando eles soltaram o álbum debut "Chaos-Pilgrimage". Infelizmente foi o único álbum desta banda lançado em mercados fora do Japão até hoje. Este álbum chegou até o Brasil na época, quando tive a oportunidade de ouvir o trabalho deles e me lembro de ter gostado, mas depois de anos sem ouvir mais nada da banda eis que resolvo procurar uns vídeos no Youtube e acabo encontrando um vídeo deles tocando o cover da banda Sanvoisen, uma das minhas bandas favoritas de outrora.
Resolvi entrar em contato com o baixista da banda Makoto Unno, e ele foi o legal o suficiente para me enviar este e o mais recente álbum que será o próximo a ser resenhado.
Como o título já mostra este é o 4º álbum do Vigilante, mas trata-se de um relançamento de 2017 com 5 faixas bônus.
Como citei acima o som da banda é um prog metal e podemos ouvir influências de Queensryche, Eldritch, Sanvoisen, Crimson Glory, etc.
O vocalista tem um voz que fica entre um Tate e Midnight e por incrível que pareça sem muito sotaque no inglês para um vocalista japonês. Aliás todos na banda tocam muito bem, o que já era de se esperar de uma banda do estilo.
Eu recomendo este álbum para quem curte as bandas citadas e que também procuram por bandas do estilo vindas do Japão.

Rating: 7,5/10

Band:
Hideaki Niwa - Vocals
Hiroshi Omoto - Guitars
Kazuaki Horie - Guitars
Makoto Unno - Bass
Shunji Fujino - Drums

Contact:
http://vigilantemetal.com/
https://www.facebook.com/vigilantemetal/


Comentários