Rift - Super Killer Fragile

Seventh Avenue - Terium


















Nos seus 15 anos de existência, o Seventh Avenue chega ao seu sexto trabalho de estúdio, mostrando que o tempo e a experiência fez a diferença para a banda, pois
a banda melhorou muito nos últimos 3 álbums em relação a produção e qualidade de sua composições, um exemplo disso está em "Terium", lembrando que a banda já tocou no Brasil por duas vezes!
A banda formada por Herbie Langhans(lead guitar/vocals), Florian Gottsleben(Rhythm guitars/backing vocals), Markus Beck(Bass) e Mike Pflüger. Produzido novamente por Herbie Langhans e masterizado pelo conhecido produtor/musico Sascha Paeth(ex-Heavens Gate, Virgo, Redkey), o álbum traz o Seventh Avenue variando um pouco mais em suas músicas, mostrando grande inspiração em criar refrãos mais pegajosos, e duetos de guitarras a la Iron Maiden, sim, há muito de Helloween ainda, ou mesmo Edguy, mas a banda tem o seu diferencial, especialmente nos riffs a la Running Wild em algumas músicas, com um peso acima da média, diferenciando dos trabalhos mais melódicos de outrora, contando também com os excelentes vocais de Herbie Langhans, um talento não muito reconhecido dentro do estilo, pois além de cantar muito, toca guitarra como ninguém, mostrando grande habilidade nas duas funções. Há de se ressaltar também que há banda também tem influências de hard rock, pois algumas melodias épicas lembram
um pouco o Magnum ou Narnia por exemplo.
Depois de uma indrodução, temos a faixa que logo se destaca entre as melhores "Crowd in the Dark", ao contrário dos outros álbums não se trata de uma faixa veloz, é mais cadenciada, com excelente refrão e trabalho de guitarras, energética, aliás neste álbum a banda não exagera em música com pedal duplo o tempo todo, o que foi muito benéfico.
O metal melódico volta na faixa-titulo, tipica faixa rápida do estilo, bem no estilo de alguns músicas do "Between the World", boa faixa, mas em "Autorithies" é outro destaque, grande trabalho no refrão e nos backings vocals, mostrando as influências mencionadas anteriormente, podemos ouvir essas caracteristicas em "Brighter than the Sun".
A "Needs" a banda mostra que também pode soar pesada, com duetos muito legais, e novamente Herbie Brilhando em suas interpretações vocais, aliás isso é um constante no álbum todo.
Assim como nos ourtos álbums, a banda mostra-se inspirada nas baladas também, como em "Hands of the Kings" ganhando um ritmo mais acelerado no final, temos também neste molde "Innocence", essa com arranjos de piano, muit bonita, apesar que ainda prefiro a balada "Where are You?" do Tales of Tales.
Há também outras faixas boas a se destacar como "Priests and Servants", "Betrayal" e "New Era". O álbum tem mais de 70 minutos, mas pode acreditar que esse tempo passrá rápído.

Rating 8/10

Thank you very much to Mike Pflüger(nice person that I consider friend of mine, take care my friend I hope see you in somewhere!)
Anderson Pulégio

Contact/Contato:
www.seventh-avenue.de
www.myspace.com/seventhavenueband

Comentários